Piracicaba tem queda de casos de dengue em 2022

Neste ano foram 1.441 casos confirmados ante 5.355 positivos no ano passado, diminuição de 73% nos casos
Os esforços da Prefeitura de Piracicaba no combate à dengue surtiram efeito positivo em 2022 e registrou 3,7 vezes menos casos positivos da doença em comparação com o ano de 2021. De acordo com o Departamento de Vigilância Epidemiológica, a diminuição chegou a 73%, com 1.441 casos de dengue até o dia 27/12, ante os 5.355 casos positivos registrados no mesmo período do ano anterior. São 3.914 casos a menos no comparativo. A queda também acontece no número de casos notificados, saindo de 14.376 em 2021 para 8.472 em 2022, ou seja, 41% menor.
Conforme explica o secretário de Saúde, Filemon Silvano, a redução dos casos neste ano em relação ao ano passado é reflexo do trabalho intenso, principalmente pelo empenho das equipes do Plano Municipal de Combate ao Aedes (PMCA) que trabalham de forma preventiva, o ano todo, visitando todos os imóveis do município, orientando, retirando criadouros e, quando necessário, colocando larvicida em possíveis criadouros, além da realização de mutirões e arrastões de combate à dengue. “Também visitam constantemente pontos estratégicos, em imóveis fechados (sem moradores) e em imóveis que estão em obras; também, todas as quintas-feiras, os agentes executam as entradas forçadas em imóveis (quando o proprietário não é localizado). Em todos os casos, quando encontradas irregularidades, é feita notificação e auto de infração (multa)”, explicou.
Apesar de a situação ser mais positiva neste ano, não é momento de “baixar a guarda” conforme destaca o secretário. “Com a chegada do período de chuvas mais intensas e temperaturas elevadas estamos intensificando ainda mais as ações de combate à dengue, principalmente aos finais de semana, com o foco na eliminação dos criadouros do mosquito Aedes aegypti por meio de Mutirões e Arrastões da dengue nos bairros e nos corredores comerciais da cidade. Além disso, não podemos esquecer que o mosquito é intradomiciliar, ou seja, vive dentro da nossa casa. Isso significa que é o local onde ele (mosquito) encontra criadouros que oferecem água, abrigo e, com a presença de humanos, seu alimento básico que é o sangue, assim conseguindo reproduzir. Por isso é importante eliminarmos todos os criadouros e o apoio da população é muito necessário nessa tarefa”, enfatizou Silvano.

Durante-o-Mutirao-da-Dengue-quando-necessario-os-agentes-fazem-a-aplicacao-de-larvida-em-locais-que-podem-ser-criadouros-do-mosquito-Aedes-foto-Isabela-Borghese.

AÇÕES – Em 2022, com a intensificação dos trabalhos de Arrastão e Mutirão da dengue, as equipes do PMCA visitaram mais de 150 bairros e recolheram mais de 200 toneladas de inservíveis que poderiam ser um criadouro do mosquito Aedes. O trabalho destas equipes segue ininterrupto junto à população. As grandes ações serão retomadas após as festas de fim de ano, a partir do dia 7/01/23 quando acontece Arrastão da Dengue na região do bairro Mário Dedini – com concentração no varejão municipal em frente ao Sesi –, das 8h às 14h; na mesma data, dois Mutirões da Dengue acontecem na cidade, sendo um com visita as residências na região do Santa Rosa, das 8h às 13h; e outro nos corredores comerciais ao longo da Avenida Raposo Tavares, das 8h30 às 10h30.

PREVENÇÃO – O enfrentamento ao mosquito Aedes aegypti é uma tarefa contínua e coletiva. As principais medidas de prevenção são: deixar a caixa d’água bem fechada e realizar a limpeza regularmente; retirar dos quintais objetos que acumulam água; cuidar do lixo, mantendo materiais para reciclagem em saco fechado e em local coberto; eliminar pratos de vaso de planta ou usar um pratinho que seja mais bem ajustado ao vaso; descartar pneus usados em postos de coleta da Prefeitura. O PMCA atende pelos telefones 3427-2400 ou 3427-3351 e também pelo SIP 156.

Felipe Poleti/CCS
Fotos: Felipe Poleti e Isabela Borghese

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.