Trabalhadores papeleiros realizam assembleia para aprovar pauta de reivindicações da campanha salarial

O Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias do Papel, Papelão e Cortiça de Piracicaba (Sintipel) promove assembleia nesta sexta-feira, 10 de agosto, para debater e concluir a pauta de reivindicações da campanha salarial da categoria para a campanha salarial deste ano. A assembleia está marcada para as 17 horas, na sede central do Sintipel, na rua Santo Antonio, 480. Os trabalhadores do setor têm data-base em primeiro de outubro e somam cerca de 1500 na base do sindicato local.

De acordo com o presidente do Sintipel, Francisco Pinto Filho, o Chico, além desta assembleia geral, a diretoria da entidade também decidiu que neste ano realizará, ao longo do mês de agosto, assembleias itinerantes na porta das indústrias para dar continuidade ao debate com os trabalhadores, inclusive sobre as estratégias para que a campanha salarial deste ano seja vitoriosa.
Nas assembleias, conforme Chico, será apresentada uma pré-pauta de reivindicações tiradas pela Federação dos Trabalhadores nas Indústrias do Papel, Papelão e Cortiça do Estado de São Paulo, em encontro estadual dos dirigentes sindicais, realizada nos dias 28 e 29 de junho, para que os trabalhadores possam analisar e, se necessário, apresentar contribuições, visando o seu aperfeiçoamento.
Os trabalhadores das indústrias do papel, papelão e cortiça têm como principais bandeiras de lutas na campanha deste ano o reajuste salarial de 5%, além da reposição da inflação dos últimos 12 meses, piso salarial de R$ 1.953,00, abono Indenizatório de R$ 2.700,00, redução de jornada de trabalho para 40 horas semanais nos setores de artefatos e papelão, adicional noturno de 60%, horas extras de 150%, cesta de alimentos de R$ 475,00, abono de férias 50% salário nominal (no retorno das férias), manutenção dos postos de trabalho, combate ao assédio moral e sexual, combate a qualquer forma de discriminação e acompanhamento da rescisão de contrato de trabalho pelo sindicato, além do fim da coparticipação nos planos de saúde.

Vanderlei Zampaulo