Projeto Viver um Conto, promovido pela Fundação Raízen, atende 2.400 alunos de escolas públicas de Ipaussu e região

Segurança e respeito ao próximo foram os temas abordados com cerca de 2.400 crianças de escolas públicas municipais de Ipaussu/SP, Santa Cruz do Rio Pardo/SP e Bernardino de Campos/SP, durante a realização do Projeto Viver um Conto. A iniciativa é idealizada pela Fundação Raízen e atendeu crianças de ensino infantil II, III e 1° ao 6° ano do ensino fundamental de diferentes escolas da região entre os dias 23 de agosto e 01 de setembro.

O Projeto Viver um Conto tem como finalidade oferecer cultura e educação às crianças de escolas públicas da região, transmitindo aos alunos os importantes valores que contribuem para a formação, como solidariedade, atenção e, principalmente, respeito ao próximo.

A peça de teatro conta a história de uma girafa que precisava fazer alguns reparos em sua casa e seus amigos resolveram ajudá-la. A girafa foi então comprar os equipamentos de segurança para seus amigos e, quando retorna, percebe que eles iniciaram os trabalhos sem o material que garantiria a segurança de todos. A girafa entrega então os Equipamentos de Segurança Individuais (EPIs) aos seus amigos e todos executam o trabalho em segurança.

Outra importante proposta do projeto é ampliar o diálogo com as crianças, transmitindo importantes valores para a formação de caráter. O sucesso do Viver um Conto está relacionado com a facilidade com que as crianças absorvem diversos conhecimentos ao mesmo tempo.

O Projeto foi criado pela Fundação Raízen em 2009 e é realizado em instituições públicas de ensino das regiões onde a companhia atua. Além da região de Ipaussu/SP, o Viver Um Conto já foi realizado em cidades como Barra Bonita/SP, Piracicaba/SP, Dois Córregos/SP, Jaú/SP, Valparaíso/SP, Igaraçu do Tietê/SP e Jataí/GO.

Sobre a Raízen

A Raízen se destaca como uma das empresas de energia mais competitivas do mundo e uma das maiores em faturamento no Brasil, atuando em todas as etapas do processo: cultivo da cana, produção de açúcar, etanol e energia, comercialização, logística interna e de exportação, distribuição e varejo de combustíveis.

A companhia conta com cerca de 30 mil funcionários, que trabalham todos os dias para gerar soluções sustentáveis que contribuam para o desenvolvimento do país, como a produção de bioeletricidade e etanol de segunda geração a partir dos coprodutos da cana-de-açúcar. Com 24 unidades produtoras, a Raízen produz cerca de 2,0 bilhões de litros de etanol por ano, 4,2 milhões de toneladas de açúcar e tem capacidade para gerar cerca de 940 MW de energia elétrica a partir do bagaço da cana-de-açúcar.

A empresa também está presente em 66 bases de abastecimento em aeroportos, 67 terminais de distribuição de combustível e comercializa aproximadamente 25 bilhões de litros de combustíveis para os segmentos de transporte, indústria e varejo. Conta com uma rede formada por mais de 6.000 postos de serviço com a marca Shell, responsáveis pela comercialização de combustíveis e mais de 950 lojas de conveniência Shell Select.

Além disso, a companhia mantém a Fundação Raízen, que busca estar próxima da comunidade, oferecendo qualificação profissional, educação e cidadania. Criada há mais de 14 anos, a Fundação Raízen possui seis núcleos no interior do Estado de São Paulo e um em Goiás e já beneficiou mais de 13 mil alunos e mais de 4 milhões de pessoas com ações realizadas desde 2012.

Raine.oliveira