Prefeito anuncia licitação para construção da nova UPA Vila Cristina

O prefeito Barjas Negri autorizou hoje (04/01) a abertura do processo licitatório para a construção da nova UPA Vila Cristina. O anúncio aconteceu durante reunião com vereadores da base e o secretário de Saúde, Pedro Mello. O custo da obra está estimado entre R$ 5,5 e R$ 6 milhões, sendo que R$ 4 milhões são do governo federal, articulados pelo senador José Serra (PSDB). O restante (R$ 1,5 milhão) será a contrapartida da Prefeitura, recurso já alocado no Orçamento deste ano.
Segundo Barjas Negri, a nova unidade irá melhorar consideravelmente o atendimento à população da região da Vila Cristina, reduzindo as filas e humanizando os serviços, principalmente com a separação dos acolhimentos dos usuários adultos e crianças. O prefeito espera que o processo licitatório seja concluído ainda no primeiro semestre deste ano. O prazo de execução é de, no mínimo, 12 meses, a partir da assinatura do contrato.
A antiga unidade será substituída por uma moderna, como explicou o secretário Pedro Mello, que ressaltou que a atual está precária, congestionada e a sua infraestrutura ultrapassada. Hoje, a UPA Vila Cristina faz mais de 120 mil atendimentos médicos por ano. Por isso, a Prefeitura optou por construir uma inteiramente nova, atendendo aos novos critérios do Ministério da Saúde.
Sobre a melhoria da infraestrutura, se comparada à unidade antiga, o prefeito Barjas disse que a principal mudança será realmente a separação dos acolhimentos entre os públicos adulto e infantil. “Esse novo investimento, compromisso na campanha eleitoral, proporcionará melhorias significativas nos serviços de urgência/emergência, que ganharão em qualidade e qualificação, ampliando significativamente o atendimento à população das regiões da Vila Cristina, São Jorge, Jaraguá, Pauliceia, Novo Horizonte/Santa Fé, Parque dos Eucaliptos e zona rural”, comentou Barjas.
O secretário Pedro Mello explicou que a nova unidade terá cerca de 2.300 m2, com 10 consultórios, 52 leitos (hoje são 27), brinquedoteca e fraldário, salas para sutura e curativo, inalação, aplicação, reidratação, sanitários masculino/feminino e infantil entre outras instalações, e mais o chamado apoio terapêutico: aparelho de Raio-x e de eletrocardiograma. O secretário enfatizou, ainda, a localização da unidade, de fácil acesso aos usuários pelas avenidas Raposo Tavares, Antônio Mendes de Barros, Abel Francisco Pereira, Madre Maria Cecília e rua Dona Anésia.

RAIO-X DA OBRA
Área de terreno: 4.153,87 m2
Área construção: 2.367,82 m2
Número de leitos: 52 *
Consultórios: 10, sendo 4 infantis

* 12 leitos infantis; 15 femininos; 16 masculinos, 6 de emergência e 3 de isolamento