Força Sindical realiza 8º Congresso estadual, hoje, em Piracicaba

Piracicaba é sede, nesta sexta-feira, 12, do 8º Congresso da Força Sindical do Estado de São Paulo. Após a realização de três plenárias ao longo dos últimos 30 dias – e que envolveu o desenvolvimento de propostas a serem discutidas neste congresso – a atividade de hoje acontece na sede do Sindicato dos Metalúrgicos de Piracicaba e Região com a presença de sindicalistas do estado de São Paulo,Goiás e Rio de Janeiro.

Entre os temas debatidos no congresso estão: Consolidação e proteção dos direitos humanos; Crescimento Econômico e Proteção do Meio Ambiente; Equidade de Gênero e Responsabilidade Social; Direitos Fundamentais das Crianças, adolescentes e Jovens; Igualdade Racial e Social; Integração Social e no mercado de trabalho de Pessoas com Deficiência; Politicas Públicas e Movimentos sociais: participação de lideranças Sindicais em Conselhos (Municipal e Estadual); Processo de desenvolvimento de Qualificação Social e Aperfeiçoamento profissional e
Formação Continua; e Saúde e Segurança no trabalho: Acidentes, doenças  e adoecimentos relacionados ao trabalho.

Estes temas foram escolhidos durante as plenárias realizadas em Praia Grande, Piracicaba e Bauru e, de acordo com o presidente da estadual da Força Sindical, Danilo Pereira, o trabalho de hoje vai traçar os rumos de atuação dos sindicatos e da central sindical. “Estas plenárias foram importantes para organizarmos as propostas que estão sendo apresentadas no congresso. Agora é a hora de definirmos as diretrizes de atuação da entidade e planejamos como devem ser os próximos 4 anos”, ressaltou o presidente.

No encerramento da atividade de hoje ainda acontece a eleição da nova diretoria da Força Sindical. Por haver somente uma chapa inscrita, a atual diretoria comandada por Danilo Pereira deve ser reconduzida a mais um mandato de quatro anos frente a entidade. Outras informações sobre o evento ao longo desta sexta-feira, 12, no site: www.pirainfo.com.br.

#Ocupebrasília: marcha nacional será dia 24 de maio
A definição do calendário de manifestações para a marcha nacional “Ocupe Brasília” aconteceu no início de maio. Entre as atividades já realizadas – como debate com parlamentares em seus redutos eleitorais e fortalecer o movimento com o apoio de entidades como CNBB, OAB e Anamatra, entre outras – os sindicalistas farão corpo a corpo nos aeroportos e reuniões com os deputados e senadores nos Estados, na terça-feira, 16; as lideranças do #OcupeBrasília visitam parlamentares e líderes partidários no Congresso (Neste dia uma tenda “da Resistência” estará montada frente ao congresso); Já no dia 24 de maio acontece a Marcha Nacional contra o desmonte da Previdência e em defesa dos direitos da classe trabalhadora.

Colaborou o jornalista e repórter Felipe Poleti