Emerson Cavalheiro é eleito novo presidente do Sindicato dos Papeleiros com 95% dos votos

O funcionário da Oji Papéis Emerson Cavalheiro foi eleito novo presidente do Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias do Papel, Papelão e Cortiça de Piracicaba (Sintipel) com 95% dos votos dos 617 trabalhadores associados à entidade que participaram do pleito. Emerson, que atua no setor há 24 anos e é o atual vice-presidente, encabeçou a chapa 1 “RenovAção e Conquistas”, composta por 23 membros, única a participar da eleição do Sintipel, entidade que representa trabalhadores das indústrias de papel, papelão, cortiça e artefatos de papel, que foi realizada nos dias 21 e 22 deste mês (terça e quarta-feira). O atual presidente, Francisco Pinto Filho, o Chico, foi eleito novo vice-presidente da entidade.

A eleição foi coordenada pelo diretor da Federação dos Químicos de São Paulo, Jurandir Pedro de Souza, e a apuração foi feita na própria sede do Sintipel, localizada na rua Santo Antonio, 480, no centro da cidade, pelo presidente do Conespi (Conselho das Entidades Sindicais de Piracicaba), Wagner da Silveira, o Juca dos Metalúrgicos, e por Sérgio Luiz Leite, primeiro secretário da Força Sindical Nacional, que cumprimentaram a diretoria eleita e a lisura do processo eleitoral. Diversos dirigentes sindicais da cidade e da região também participaram da apuração.
A posse da nova diretoria acontecerá em 22 novembro, e a grande novidade é que a futura diretoria executiva terá renovação superior a 50%, e conta com trabalhadores da Oji Papéis, Klabin e Reipel. “Foi mesclado experiência com juventude”, destaca o presidente eleito.
A diretoria eleita, como conta Emerson Cavalheiro, fortalecerá ainda mais o trabalho contra os ataques aos trabalhadores e tem o compromisso de manter o trabalho atuante da atual diretoria visando manter as conquistas históricas obtidas ao longo das últimas décadas, assim como os benefícios oferecidos pelo Sintipel, além de manter o diálogo aberto com as empresas para podermos avançar, tanto na busca de novas conquistas econômicas como de melhores ambientes de trabalho. “Temos conquistas históricas, como piso salarial bem maior do que o Salário Mínimo, reajustes salariais anuais sempre acima da inflação, jornada de trabalho de 40 horas semanais para o setor do papel, reembolso creche às mães e pais que têm guarda legal, estabilidade no emprego pré-aposentadoria, 45 dias de aviso-prévio, adicional noturno de 40%, além de assistência médica e horas extras bem acima da lei, entre muitos outros. Também vamos continuar trabalhando para ampliar tanto estes benefícios como os serviços oferecidos aos nossos associados”, destaca.

Vanderlei Zampaulo