Defesa Civil instala placas de alerta sobre risco de afogamento

A Prefeitura de Piracicaba, por meio da Defesa Civil, em parceria com o Corpo de Bombeiros, começou a instalar placas de alerta sobre o risco de afogamento para quem insiste em desafiar o perigo ao nadar em rios e lagos. Foram confeccionadas 20 placas e 16 serão afixadas em pontos estratégicos até o dia 15 deste mês. Outras quatro ficam de reserva.
As seis primeiras placas, com os dizeres Perigo – Risco de Afogamento, já foram colocadas nas margens do rio Piracicaba, na rampa do largo dos Pescadores, na rua Moraes Barros, na antiga estação de captação de água, lado oposto à avenida Renato Wagner; no local conhecido como Caixa Funda, próximo ao Museu da Água; passarela Pênsil (que vai receber duas) e Casa do Povoador.
As outras, ainda no rio Piracicaba, ficarão na passarela Estaiada; Casarão do Turismo; na altura do campo de futebol União Porto, antes da ponte do Morato; rampa de pescadores na avenida Cruzeiro do Sul e na altura do Clube da Polícia Militar, na avenida Abel Pereira. Duas serão instaladas na lagoa do bairro Santa Rita e outra no rio Corumbataí, em Santa Teresinha.
De acordo com o secretário da Defesa Civil, Odair Mello, os pontos foram definidos a partir de levantamento feito em conjunto com a Defesa Civil, Corpo de Bombeiros e Instituto Beira Rio sobre os locais onde ocorrem mais afogamentos. “O rio Piracicaba é lindo, mas é perigoso. Ele arrasta muito material e quando a pessoa mergulha ela pode se chocar com galhos de árvore, por exemplo, e ficar desacordada”, alerta Mello. Na quarta-feira, na rampa, ainda havia grandes troncos de árvore trazidos pela correnteza. No primeiro dia de 2018, o rio chegou a 3,37 metros e entrou em estado de atenção. O extravazamento acontece aos 4,70 metros.
As lagoas também oferecem riscos. “Muita gente faz churrasco, ingere bebidas alcoólicas e entra alterada, o que também pode provocar acidentes”, alerta Mello.
Em caso de afogamento, o Corpo de Bombeiros deve ser acionado pelo telefone 193.

Texto e fotos: Eleni Destro/CCS