Conespi participará de manifestações, em São Paulo,de contra os ataques aos direitos dos trabalhadores

Dirigentes sindicais de diversos sindicatos de trabalhadores de Piracicaba, ligados ao Conespi (Conselho das Entidades Sindicais de Piracicaba), como de alimentação, comerciários, metalúrgicos, bancários, transporte urbano, entre outros, participarão nesta sexta-feira, 10 de novembro, de manifestações em São Paulo, contra os ataques aos direitos dos trabalhadores. Denominado de “Dia Nacional de Luta em Defesa dos Direitos”, a manifestação em São Paulo é organizada pelas centrais sindicais, e reunirá dirigentes e ativistas de confederações, federações e sindicatos de trabalhadores, que saem às ruas para deixar claro ao governo federal e ao Congresso Nacional que não aprova a reforma trabalhista, que entra em vigor neste dia 11, assim como repudia a reforma da Previdência Social.

De acordo com o presidente do Conespi, Wagner da Silveira, o Juca dos Metalúrgicos, o entendimento foi de que seria melhor ajudar a engrossar o movimento na capital paulista, a fim de dar mais visibilidade ao movimento contra os ataques aos direitos dos trabalhadores. “Estamos indo ajudar a engrossar este movimento e dizer que Piracicaba se junta aos demais trabalhadores para dizer não à retirada dos nossos direitos”, ressalta.

O presidente do Conespi destaca que a Lei Federal 13467 acaba com direitos trabalhistas, com benefícios sociais históricos e deixa o trabalhador na mão dos patrões. “Precisamos alertar também que, se o governo conseguir aprovar a reforma da Previdência, será muito difícil se aposentar ou ter acesso a qualquer benefício previdenciário. São ataques sem precedentes que ficarão na história do nosso País e temos que dizer não a tudo isso, assim como mostrar aos trabalhadores e à sociedade que é hora de lutar contra toda esta situação”, enfatiza.

 

Vanderlei Zampaulo – MTb-20.124