Ginko Biloba

Ginkgo Biloba é um dos fitoterápicos mais populares em todo o mundo e essa planta já era usado pela medicina chinesa há mais de 4 mil anos. O Ginkgo Biloba têm substâncias ativas capazes de melhorar a insuficiência vascular cerebral e periférica e é usado para auxílio ao tratamento de distúrbios de memória e concentração, vertigens, zunido no ouvido e labirintite. Além disso, o Ginkgo Biloba contém poderosos antioxidantes.
Estudos pré-clínicos e clínicos realizados com o extrato de Ginkgo Biloba verificaram atividades farmacológicas significativas. O extrato total da planta tem ação farmacológica maior que seus componentes fitoquímicos isolados, o que indica sinergismo entre seus vários componentes.
O extrato da folhas do Ginkgo Biloba, que têm sido utilizadas farmacologicamente, contém flavonóides e terpenóides. Embora os estudo divirjam quant à eficácia, Ginkgo Biloba é usado principalmente para melhorar a memória e concentração. Além do uso para melhorar a memória, o Ginkgo Biloba provavelmente melhora o fluxo sanguíneo e protege contra os danos dos radicais livres devido ao seu porder antioxidante. Suplementos de Ginkgo Biloba geralmente são tomados entre 40-200 mg por dia.

Possíveis efeitos colaterais do Ginkgo Biloba

O Ginkgo Biloba pode ter alguns efeitos indesejáveis, especialmente para pessoas com desordens circulatórias e aqueles tomando anti-coagulantes, como aspirina. Ginkgo Biloba não deve ser tomado sem avisar seu médico caso a pessoas esteja tomando inibidores da monoamina oxidase ou esteja grávida.

Todos os medicamentos, inclusive os fitoterápicos, devem ser usados com orientação médica.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.