Escolhendo uma oficina

O carro está começando a apresentar problemas como barulho estranho no motor, lataria arranhada, dificuldades para engatar a marcha, insegurança nos freios. Na hora de levar o veículo para o conserto, muita gente não sabe como escolher uma oficina mecânica de confiança.
Os técnicos do Procon-SP, órgão vinculado à Secretaria da Justiça e Defesa da Cidadania do Governo do Estado de São Paulo, dão algumas dicas para que o motorista não fique no prejuízo:

1 – Faça uma pesquisa comparando preços e qualidade.
2 – Ao definir por uma oficina, antes de levar o carro telefone para o Procon de seu estado para saber se a empresa possui registro de reclamação no órgão.
3 – Observe se a oficina está regularmente estabelecida e não é clandestina, se o local é organizado e, se possui ferramentas e equipamentos básicos.
4 – Fique atento quanto a alguns serviços que só podem ser executados por oficinas especializadas, como por exemplo, manutenção de injeção eletrônica.
5 – Se seu carro é importado, veja se o estabelecimento possui funcionários treinados para este tipo de veículo.
6 – Exija um orçamento prévio, no qual devem estar discriminados detalhadamente o material a ser usado, a mão-de-obra, os valores respectivos, condições de pagamento, data de início e término dos serviços e prazo de validade do mesmo.
7 – Antes do conserto, solicite um documento relatando as condições gerais do carro, fazendo constar também a quilometragem e o nível de combustível.
8 – Ao retirar o veículo, faça uma vistoria para verificar se ele encontra-se nas mesmas condições em que entrou na oficina, certificando-se de que não há danos, como amassados, riscos na pintura ou equipamentos quebrados.
9 – Verifique também se o serviço foi executado de acordo com o combinado. Só leve o automóvel se estiver plenamente de acordo com tudo. Não havendo entendimento entre as partes, registre um boletim de ocorrência na delegacia de polícia.
10 – Exija sempre nota fiscal discriminada contendo tudo o que foi disposto no orçamento, assim como os dados do veículo e das partes envolvidas.

Fonte:Procon

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.